10 de dez. de 2020

Quando Hitler roubou o coelho cor-de-rosa

 

Quando Hitler roubou o coelho cor-de-rosa

SINOPSE: No drama familiar "Quando Hitler roubou o coelho cor-de-rosa", sensível e emocionante, uma garota judia-alemã dá seus primeiros passos na vida adulta, à medida que os eventos mundiais se intrometem em sua rotina feliz e despreocupada. Aos 9 anos, Anna está muito ocupada com os trabalhos escolares e com os amigos para notar o rosto de Hitler nos cartazes estampados na Berlim de 1933. Quando seu pai desaparece e a família sai secretamente da Alemanha, a menina começa a entender que a vida nunca mais será a mesma. O que se segue é uma aventura corajosa, cheia de medo e incerteza. O filme é uma adaptação do romance infantil semiautobiográfico de Judith Kerr (1923-2019). A direção é da cineasta Caroline Link, vencedora do Oscar.

OPINIÃO: como todos sabem, o nazismo foi um movimento político, liderado por Adolf Hitlercaracterizado pelo racismo, o antissemitismo e a eugenia, e é no ápice desse movimento que o filme, baseado em fatos reais, ocorre. Anna, uma garotinha de 9 anos, é a protagonista do filme e faz o papel da escritora Judith Kerr (que faleceu ano passado) que escreveu o livro em que o filme se baseia. É através do olhar inocente de uma criança que os temas fortes que giram em torno do nazismo são abordados. Para nós que conhecemos a história chega a dar um aperto no coração ao ver como Anna sofre ao se despedir de seus brinquedos quando precisa deixar sua casa às pressas, afinal ela nem imagina o que virá a seguir. 

Quando Hitler roubou o coelho cor-de-rosa


Anna e sua família possuíam uma vida privilegiada na Alemanha, viviam numa casa grande, com empregados, muitos brinquedos, roupas, frequentando ótimas escolas e eventos sociais e mesmo diante de tudo isso os desenhos de Anna eram sempre retratando desastres, parecia que a garotinha estava adivinhando o que seu país e seu povo enfrentariam em breve. E após tantas mudanças em sua vida, no final do filme os desenhos de Anna se transformam e nos passam uma mensagem de esperança. 

Quando Hitler roubou o coelho cor-de-rosa


Saber se adequar às mudanças da vida é para mim um dos temas centrais do filme. Uma criança que não possui mais seus brinquedos, amigos e babá por perto e precisa aprender a fazer novas amizades em países e idiomas diferentes, um adolescente habituado ao bom e do melhor tendo que jantar sopa de batata todos os dias, um escritor de renome tendo que se esconder da dona de seu apartamento por não ter dinheiro para pagar o aluguel, e por fim, uma pianista que troca o glamour dos teatros pela panelas quase sempre vazias que precisa preencher com pouco dinheiro. Em alguns momentos são os pais que ensinam os filhos como se adaptar à nova vida, e em outros são as crianças que ensinam os pais.





Título Original:  Als Hitler Das Rosa Kaninchen Stahl
Direção: Caroline Link
Roteiro: Caroline Link, Anna Brüggemann
Baseado no romance de Judith Kerr
Elenco: Carla Juri, Jusutus von Donahnyi, Oliver Masucci, Ursula Werner
Distribuição: A2 Filmes

Hoje, 10 de dezembro, nos cinemas.




2 comentários:

  1. Gostei bastante do artigo, muito bom mesmo! Estou amando ler seus artigos e compartilhar com os amigos!


    Meu Blog: Tri Legal Resultado

    ResponderExcluir
  2. Nossa Amanda, parece ser um filme super sensível. Fiquei com muita vontade de assistir (já vou preparada para ficar com o coração apertado).

    Beijo, beijo :*

    ResponderExcluir