23 de set de 2015

Praga: Da raiz ao mágico

No final do século XIX, uma mocinha arrumava as malas para vir ao Brasil, sozinha. Ainda não sei o real motivo de sua viagem, visto que estas migrações aconteciam ou com homens solitários ou famílias inteiras. Mas ela não, veio só. Tem dias em que me pego pensando no motivo que a levou a se aventurar em terras distantes e de cultura diferente. Ela era Mariana Kruscha, minha bisavó. E eu acho que este amor por cair só no mundo herdei dela. Dois séculos passaram e eu decidi fazer o inverso: Sair do Brasil e conhecer minhas origens na República Tcheca. Não consigo colocar em palavras a emoção de me apaixonar pelas minhas raízes. O sangue clama, é verdade.

E então, eu convido todo mundo a fazer as malas e embarcar comigo na terra de Mariana, aquela que também corre nas minhas veias.




1- O Som de Praga: Bohemia Jazz Festival

Quando cheguei na cidade, fui recebida por um festival de Jazz incrível, o Bohemia Jazz Festival. No verão, todo mundo sai da toca e existem milhares de festivais pela cidade. Ainda por cima, esta era a edição comemorativa do evento que completou 10 anos. E como rola um som destes em Praga? Simples. Palco, alguns beer e food trucks com comida barata de verdade. A galera senta no chão embalada por grandes nomes do cenário do Jazz e deixa o tempo passar. Foi lindo. Não só porque amo o estilo musical, mas porque é de uma paz e inspiração indescritíveis. Fãs de Jazz anotem na agenda: Julho é tempo de Festival!




2- Os sabores de Praga

Se você acha que pode fazer dieta por aqui, esqueça. A república Tcheca é considerada a dona da pior alimentação do mundo. E você pensava que era os EUA, né? A diferença é que os tchecos não são sedentários e, por este motivo, "equilibram" seus hábitos. Então, fui despreocupada pensando em detox só chegando ao Brasil. Se está por lá, porque não provar delícia, né?

A) O mix de pães e embutidos do Hotel Lippert

Gente, é muita comida. Mas, é muito gostoso. Se você colocar uma mostarda escura junto, fechou a delícia. Um prato destes dá pra três pessoas sossegadas e o preço é tipo 3 euros.





B) A batata em espiral da feirinha gastronômica da cidade velha

Eu sei que você já encontra esta batata aqui no Brasil, mas eu a conheci na minha visita à China e Amo. Então, porque colocá-la neste post? Pela curiosidade. Há poucas semanas, visitei um food park aqui em SP e eles estavam vendendo a iguaria a R$ 7. Sabe quanto eu paguei por ela na RT? R$ 0,50. Sim, que diferença, né?




C) Zephyr Pub & Club

Este é um combinado básico tcheco: Linguiça, fritas, uma boa mostarda e tudo acompanhado de uma boa cerveja! Um almoço prático e típico da região. E este Pub é bem bonitinho, além de tradicional na cidade.




D) Bohemia Bagel

Considerado o melhor bagel  da cidade. Cheio de turistas, lugar aconchegante e perfeito para um café da tarde ou da manhã





E) Jujubas da Captain Candy

Pensa numa loja só de jujubas. Esta é a Captain Candy que tem balinhas de tudo quando é jeito e sabor, além de um perfume delicioso no interior da loja. Tem que ir pra voltar a ser criança.




F) Os pães tradicionais: Trdelnik

O Trdelnik é um pão oco de  açúcar com canela que, se você for bem animado no doce, ainda pode rechear de Nutella. Tem quiosques espalhados pela cidade toda e não tem como não provar, pois é quase parada obrigatória para se sentir em Praga.




G) O Hamburguer Divo do James Dean Prague

Porque assim, né gente? Tem horas que as saudades da comida de casa bate forte. Ok, não como hamburgueres todos os dias, mas  comecei a sentir falta de sabores caseiros. Como o arroz com feijão era inexistente e eu pirei neste lugar, decidi postar para vocês. Pensem numa hamburgueria que homenageia James Dean, toda decorada com motivos dele, estrela da fama no chão e jukebox que toca rock 60'. Linda de viver e com um cardápio delicioso. Mas prepare o bolso: Ela é bem carinha. Você vai pagar em torno de 15 euros um burgão com fritas e limonada. Mas vale a visita. =)




H) A caipirinha do Ambiente Brasileiro

O Ambiente Brasileiro é um achado na Cidade Velha. Eles tem caipirinha e... Rodízio de carnes. Tudo ao estilo paulistano de buffet de saladas com sushi e depois carne rodando o salão. Conheci a Ana nesta viagem e a levei para provar Caipirinha. A bebida é correta, mas não sensacional e desistimos do rodízio, pois, sinceramente, ele beirava os R$ 120 e achei um absurdo. Se as saudades de casa for excepcional, você pode dar uma passadinha lá já preparando o bolso.




3- Os cartões postais de Praga

A) Orloj: O relógio astronômico Medieval

Às 21h, uma concentração de pessoas estava em frente ao relógio, parei também. E vi a boniteza de seu funcionamento. Ele tem três matrizes básicas: mostrador astronômico, representando a posição do Sol e da Lua no céu, a caminhada dos apóstolos mostrando o passeio dos mesmos a cada troca de hora e o mostrador - calendário que representa os meses do ano. Ele é lindo.



B) A Cidade Velha

O centro velho de Praga é simplesmente apaixonante. Parece que você está em algum desenho animado medieval. Eu passeava pela cidade, mas sempre terminava meu dia por lá. Eu tinha uma vontade enorme em estar ali, apreciando cada detalhe, cada descoberta, a cultura tcheca.




 C) A Charles Bridge

Esta é a ponte mais famosa da cidade. Ela é aquela que tem vários santos da igreja católica em seu trajeto. Mesmo que você não tenha religião, este lugar te faz refletir e abrir as mãos para uma benção. Passear por ela, apreciar seus artistas de rua, orar diante de um santo. A Charles é especial.





D) O Muro do John Lennon

Quando Lennon morreu, a República Tcheca ainda era anexada à União Soviética. Por este motivo, ícones ocidentais eram proibidos. Mas, os fãs dele decidiram desenhar neste muro em sua homenagem. Mesmo assim, a polícia interveio e apagou. Como protesto pela liberdade de sentir a perda e espalhar amor, os fãs de Lennon começaram a fazer uma infinidade de desenhos. E até hoje, se escreve e se desenha por aqui. Ele é sempre cheio de gente e eu também deixei minha homenagem ao John.







E) A estátua do espírito de Don Giovanni

Mozart tocou aqui e encantou muita gente. Este é uma das personagens que traduziu. Está passando por reformas, mas valeu a foto.






F) Os degraus do Castelo

Sabe aquela cena do Rocky Balboa? Então! Quando terminei de subir tudo isso, fiz a foto. Hahahahahah
Uma mega subida que vale cada degrau, pois o castelo é lindo, os monastérios incríveis e a cidade ali em cima é sensacional.







G) Passeio de barco

Ana E eu fizemos o Cruzeiro e, sinceramente, foi decepcionante. Pouquíssima informação sobre os pontos turísticos vistos da água e 1h de tudo o que você pode conhecer a pé. Mas, se você curte se aventurar, vale a empreitada.





H) Wenceslao´s Square

O palco da Primavera de Praga, período em que se lutava pela redemocratização durante a União Soviética, a Wenceslao´s Square é o lugar em que você encontra não só mobilizações políticas e populares, mas lojas de grandes nomes e o ponto de encontro de vários passeios. Nos dias em que passei lá, presenciei a mobilização pela entrada de imigrantes no país. Foi histórico.







4- Os museus 

Não consigo viajar sem caçar um museu. Visitei dois centros de propagação histórica muito importantes na cidade.

A) A rota judaica

Eu adotei este nome, pois na verdade é o que é. Na sinagoga principal, você encontra um ticket em que pode visitar algumas sinagogas e o museu judaico. Por 6 euros, a catraca é livre. Pede-se apenas aos homens que usem o quipá.





B) Franz Kafka

O mais famoso escritor tcheco tem lugar especial na cidade. É praça, é rua, é estátua, é restaurante  e é museu. O espaço é interessante para conhecer um pouco mais de sua vida e obra.






 5)  A cerveja na República Tcheca

Considerada uma das melhores cervejas do mundo, aqui ela tem holofote. Até porque, a cerveja é mais barata que a água, repito, cerveja é mais barata que a água! Por Praga é possível degustar muita cerveja de qualidade por um preço delicioso. É bem fácil encontrar diversos beer tours pela cidade. Abaixo, algumas de minhas experiências.



A) Stredoveka krcma

Esta é a primeira taverna medieval de Praga. Ela fica nos degraus de subida para o Castelo e toda a decoração é voltada para peles de animais, couro, móveis de madeira e garçons que gritam com você e te dão chicotada com pequenos chicotes. Hahahahah! Sim, é muito louco.

O mais legal é que a comida é ótima, a bebida excelente e você se sente num Game of Thrones. E a conta chega neste crânio aí. Tem que ir.







B) Cervejaria do Monastério

Aqui é possível provar uma infinidade de cervejas. Eu provei uma de cereja e, ao contrário do que imaginava, ela não tinha nada de doce. Era perfeita e leve.





C) Staropramen Brewery Pub: O museu da Cerveja

Parada obrigatória para quem curte degustação de cervejas. Por 90 coroas tchecas,  algo em torno de 15 reais, você pode provar 4 tipos incríveis de cerveja e passear pela história da bebida.





6- A celebração e a despedida

Pouco antes de embarcar, uma de minhas alunas me emprestou um livro para ler durante minhas férias. Ela disse que era para que eu encontrasse magia na vida, pois este é um ingrediente essencial. No meu último dia em Praga, fui recebida com o Hare Krishna Festival, repleto de flores, dança e um carro enorme que passeou pela cidade espalhando amor e celebrando o Verão.

Voltei com aquele orgulho gostoso de ter esta ascendência linda e de ter, antes de tudo, amado Praga.





Nath Triveloni

Nenhum comentário:

Postar um comentário