23 de jan de 2015

Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

Essa semana fui convidada pelo Walt Disney Studios a conferir numa seção fechada o filme Caminhos da Floresta, que irá ser lançado em breve: no dia 29 de janeiro. Confesso que desde os primeiros teasers sobre o filme já me interessei bastante e estava ansiosa para conferir como iriam unir quatro histórias de contos de fadas em um filme só. Para quem não sabe, o filme é uma adaptação cinematográfica do musical Into The Woods, inspirado no livro The Uses of Enchantment: The Meaning and Importance of Fairy Tales (Os usos do encantamento: o significado e a importância dos contos de fadas), e une quatro contos: Chapeuzinho Vermelho, João e o Pé de Feijão, Rapunzel e Cinderela. 




O filme Caminhos da Floresta me surpreendeu positivamente, pois eu esperava apenas ver na tela os contos de fadas já conhecidos de longa data unidos em uma história (o que já é bem bacana), mas o que me surpreendeu é como conseguiram criar um enredo que unisse de forma natural ambas as histórias e acima de tudo mostrá-las por um outro ângulo, que se aproxima muitos mais da nossa realidade.

Estamos acostumados a um "e viveram felizes para sempre..." no final dos livros de contos de fadas, mas quem nunca se perguntou o que essas reticências poderiam ser? O que acontece depois que a princesa se casa com seu príncipe encantado? Pois é isso que o filme Caminhos da Floresta nos mostra, utilizando contos de fadas o filme nos mostra que o mundo não é assim tão cor de rosa e que mesmo essas histórias podem não ser exatamente o que parecem.


Desde pequenos somos bombardeados por princesas lindas, príncipes encantadores, bruxas más que se dão mal no final, enfim, um mundo perfeito onde tudo sempre da certo no fim para aqueles que merecem. Porém, quando crescemos nos damos de cara com uma vida real muito diferente dos livros, príncipes que traem princesas, princesas que são verdadeiras bruxas, sapos que de príncipe passam longe e por aí vai. Claro que o mundo não é um filme de terror, mas conto de fadas também não, né? E quando assistimos um filme que desconstrói essa ideia de perfeição é ótimo. Um filme que mostra que mesmo diante de realidades diferentes das dos contos e muitas vezes complexa conseguem chegar a um final feliz, que pode não ser para sempre e nem igual aos dos livros infantis, mas são de verdade. Afinal, crescer com a ideia de que num momento difícil das nossas vidas vai aparecer uma fada madrinha que dará o que precisamos não é bacana, claro que todo esse mundo de imaginação é ótimo para as crianças, mas só por um tempo, depois é preciso que elas entendam que a vida tem suas dificuldades e que precisamos saber lidar com isso. E o bacana do filme é que eles mostram essas problemáticas nos relacionamentos amorosos e familiares, mas também mostra que as coisas podem ser resolvidas e que a vida te da outras oportunidades de ser feliz ao longo da vida.

"Você não está sozinho" é uma frase que aparece numa das músicas principais e mais emocionantes do filme, e serve como um recado para as pessoas que possuem problemas e acabam achando que estão sozinhas, essa música serve para todos aqueles que esperam que sua vida seja como num belo conto de fadas e que de repente se dão conta de que isso não acontece com tanta frequência como parece. Ver na tela muitas das coisas que você já viveu, que seu filho vive ou que amigas estão passando é meio que como um sinal de alerta para que saibamos que não estamos sozinhos e que a vida é assim mesmo, as coisas podem dar certo e dar errado também, e que depende de nós dar a volta por cima ou seguir o caminho mais correto para a gente em determinados momentos.

O filme Caminhos da Floresta foi indicado ao Globo de Ouro como melhor filme e a diva da Meryl Streep foi indicada ao prêmio de melhor atriz no Oscar, então já deu para notar que o filme é bom né?!

Confira o elenco principal do filme:

• MERYL STREEP (Bruxa)


Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas


• EMILY BLUNT (A Esposa do Padeiro)
Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

• LILLA CRAWFORD (Chapeuzinho Vermelho)


Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas


• ANNA KENDRICK (Cinderela)
Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

• DANIEL HUTTLESTONE (João)
Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

• JOHNNY DEPP (Lobo)
Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

• BILLY MAGNUSSEN (Príncipe da Rapunzel)
Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

• JAMES CORDEN (Padeiro)
Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

• CHRIS PINE (Príncipe da Cinderela)
Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

• MACKENZIE MAUZY (Rapunzel)


Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

A fotografia, iluminação, locação e o figurino do filme são um caso a parte e estão de parabéns, acho que com as fotos abaixo da para ter uma ideia do que estou falando:


Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas

Caminhos da Floresta e a desconstrução dos contos de fadas


E então o que acharam? Espero ter conseguido dar uma ideia bacana do filme para vocês e ao mesmo tempo deixar uma pontinha de curiosidade para que vocês corram para o cinema para conferir de perto!

INFOS
Data de lançamento: 29 de janeiro de 2015
Diretor: Rob Marshall
Produtores: Rob Marshall, John DeLuca, Marc Platt, Callum McDougall
Roteiro de: James Lapine
Baseado na peça musical de: Stephen Sondheim e James Lapine


Amanda Laboredo - Fundadora do blog Irei com Doroty






Um comentário:

  1. Estou curiosa a respeito desse filme Amanda, apesar de achar que os estúdios andam nos bombardeando muito com essas adaptações de contos de fadas (até na TV!). Não faz muito o meu gênero de filme, mas quero ver essa nova abordagem sobre o tema!

    ResponderExcluir