7 de ago de 2014

Guardiões da Galáxia: a Marvel mostra que já dominou o universo

No último fim de semana fui com meu namorado ao cinema assistir o mais novo lançamento da Marvel - estúdio que trouxe franquias globais campeãs de bilheteria como Homem de Ferro, Thor, Capitão América e Os Vingadores - Guardiões da Galáxia, e como ele é muito mais conhecedor sobre o universo HQ do que eu, deixei com ele a função de fazer um review sobre o filme, mas já digo que ri, torci e me emocionei! Confira agora o review do Enzo:
 
Um guaxinim falante, uma árvore-homem, um fora-da-lei atrapalhado, uma mulher verde traidora e um fortão que não entende metáforas. Renegados, underdogs e protagonistas de uma superprodução. A Marvel mostra que tem colhões fazendo um longa sobre este grupo se super-heróis (ou seriam anti-heróis?) pouco conhecido até para os mais viciados em quadrinhos.

E sabe o que mais? Eles já quebraram recordes de bilheteria nos EUA.

 

Alguns podem achar o filme infantil, mas eu classifico mesmo como um filme muito divertido. São personagens meio criminosos meio heróis, longe de qualquer estereótipo de mocinhos, num filme repleto de humor. Mas essa tosquice de jeito nenhum faz com que o filme seja desleixado: a produção é incrível, de encher os olhos. Claro que o roteiro não é digno do cinema cult, talvez previsível em alguns aspectos mas imprevisivel o suficiente pra prender sua atenção do começo ao fim: você não vai ver o tempo passar.

Apesar de termos diversos protagonistas, a linearidade acompanha a história do Star-Lord, um fora da lei. Ele engana Yondu e seu grupo de piratas espaciais, roubando um orbe que também é cobiçado por ninguém menos que o poderoso Thanos. Assim, sua cabeça é posta a prêmio e desencadeia uma série de eventos que faz com que o grupo se conheça.
 
É claro que eles não ficam amigos: temos várias rusgas e um tentando matar o outro, até que eles são obrigados a se juntar para sobreviver. Com todos esses fatores, temos um roteiro que envolve vários núcleos, ação do começo ao fim, trilha sonora peculiar e até referências a Kevin Bacon!
 


Particularmente, só tive vontade de ver o filme pelo trailer. E a promessa foi cumprida: clima de HQ, muito humor, efeitos de cair o queixo e um roteiro que não deixa o ritmo ficar lento. Se quer dar risadas e se divertir, recomendo que veja no cinema. De preferência, em 3D.

E se ainda está dúvida sobre se assiste ou não, veja o trailer extendido:


Post por Amanda Barone e Enzo Sunahara <3

3 comentários:

  1. Ai Amanda, tenho paciência-zero para esses filmes de super-herói. Ainda mais agora, que lançam um a cada final de semana. Esse eu vou deixar passar!

    Beijo querida e bom final de semana! :*

    ResponderExcluir
  2. Já me ganhou no "guaxinim falante" hahah
    Eu vi o trailer outro dia, parece divertido.

    ResponderExcluir
  3. Olha, fico sempre na dúvida se assisto esses filmes ou não! Vejo o trailer e parece legal, mas depois acho que vai ser repetitivo, haha! Crise total!
    Mas sempre ouço falar bem dos fãs de HQ. Qualquer hora dou uma chance!
    :*

    ResponderExcluir