27 de ago de 2014

Doroty´s presença: Filme "Se eu ficar" #cinema

O Irei com Doroty foi convidado, pela Warner Bros. Pictures, para participar da exibição para a imprensa do filme "Se eu ficar", no Cinemark do Shopping Eldorado. Fui muito feliz e contente com o convite e, só de ler o release, fiquei morrendo de vontade de assistir.



Só para vocês entenderem como funciona, quando cheguei lá,  ganhei estes caderninhos (tipo moleskine) com o nome e o slogan do filme. Fofo, né?




Depois, foi servido um café da manhã com carinha de cinema mesmo. Dentre as gostosuras, croissants, Brownies, muffins , Chicken Pop da Perdigão e suquinhos e refris da Coca Cola. Mas sabe o que foi mais divertido nesta primeira parte? Tomar um café destes ao lado do Rubens Ewald Filho. Sim, ele estava lá! Conversamos, ele contou de alguns filmes e tudo mais. Um fofo e simpático que só. Me senti super privilegiada. Além disso, pude conversar e conhecer outros blogueiros. Bem legal!



Depois dos comes e bebes, fomos para a exibição do filme. A película é inspirada no  livro homônimo de Gayle Forman. Ambos falam da história de Mia, uma adolescente musicista super talentosa e obstinada em tocar seu Violoncelo. Ela é filha de um casal de roqueiros e, apesar da família super amorosa, compreensiva e libertária, não se encaixa neste mundo, se sentindo segura no seu universo da música clássica. Sua vida muda quando conhece e se apaixona pelo roqueiro famosinho da escola, o Adam. Mas a reviravolta e o clímax do filme se dá quando ela sofre um acidente de carro com os pais e o irmão.

Eu não li o livro, confesso. Por este motivo, não posso fazer a comparação entre as duas linguagens. O filme me emocionou bastante em algumas cenas, possui diálogos pontuais que são até reflexivos. Mas nada além daquela boa e velha historinha café com leite, sabe? Depois da exibição, batendo um papo com o Rubens, ele me chamou a atenção para um fato que eu não tinha reparado ainda: A nova fórmula do sucesso para livros e filmes é a história de adolescentes que adoecem ou sofrem algo muito sério. E não é que é mesmo? Saí do cinema com esta questão e refletindo sobre ela. No almoço, compartilhamos um pouco disso. Será que o sucesso está em fazer da arte um espelho nosso? Será que estamos tão doloridos que assistir ou ler este tipo de vida  nos reconforta? Para pensar...

"Se eu ficar" estreia dia 4 de Setembro nos cinemas de todo Brasil.

4 comentários:

  1. Eu tb não li o livro ainda ¬¬.. mas quero muito ver o filme =)

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Que delícia de convite! Acho que ia pirar nas comidinhas! Só ia preferir um filme um pouquito mais alegre rs
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Eu vi o trailer e o filme parece ser super emocionante mesmo! Quero assistir!

    ResponderExcluir
  4. Todo mundo falando desse filme, né? Assisti o trailer e gostei também!
    Acho a Chloe uma gracinha!
    :*

    ResponderExcluir