21 de mar de 2014

Belga Corner: Sotaque do coccix até o pescoço!

O ato de comer tem língua e linguagem, tem magnetismo, personalidade, sotaque que seduz. Não há definição mais precisa quando você se entrega a um sabor único, no qual é possível sentir não só amor e técnica inquestionável, mas um sotaque especial. Sotaque é para além de regionalismo. Na minha concepção de gosto, cada pessoa tem o seu, cada paladar encontra o tempero de um chef diferente, o sotaque dele.

Em busca de um lugar para se comer um docinho presença, encontrei o "Belga Corner". No badalado bairro do Itaim, o espaço pequeno que nada tem a ver com castelos também não fica em uma esquina. O ambiente é bem clean, com poucas mesas, mas logo de cara arrebatou meu coração. Em primeiro lugar, porque a trilha sonora era por conta de Marisa Monte. E depois, olha a fofura que eles prepararam para o especial do dia:





Empreitada de dois sócios belgas, o atendimento é super simpático, atencioso e preciso, mesmo ainda neste comecinho que chamamos de "fase de testes". Para abir os trabalhos, a opção óbvia ficou por conta das fritas belgas. Famosas pela textura e sabor, a porção fez jus à sua origem. Deliciosas e acompanhadas de maionese da casa foram a pedida perfeita. A única ressalva é a quantidade. Brasileiro se joga em batatas, né? Achei que vieram poucas para o preço de R$ 22.


Para beber, abri mão da minha favorita Stella para experimentar outro sabor da Bélgica. O garçon recomendou a opção abaixo que, além de ter um nome bonito e impronunciável, acompanhada de uma rodela de limão falou ao meu coração com palavras eternas. Uma belezura por R$13:










Como prato principal, optei pelo pão Pita nunca d´antes degustado por esta que vos fala. Fiquei bastante surpresa com a variedade de recheios e combinações por demais apetitosas. Mas minha escolha não podia ser mais certeira: Suprema, montado com carne de porco desfiada, alface, queijo, bacon, milho e pedaços de abacaxi. Se o assunto deste post é o sotaque, posso dizer que estes belgas mandam tão bem que fiquei sem palavras. Literalmente provei devagar e muda cada pedacinho daquela mistura incrível de sabor. Valeu cada R$28 Dilmas. Ah, e todos os sandubas vem acompanhados de 3 tipos de molhos: alho, curry e rosé:




Para encerrar, a língua que os belgas falam, a gente se apaixona e entende perfeitamente: Waffle. Eu confesso, me joguei mesmo, sem pensar duas vezes. E valeu a pena. Massa super leve que combinou perfeitamente com o chocolate que não carregou no doce. Um amor que vale R$ 18. Este é o com chocolate belga, claro!












Se você quer falar a língua dos anjos ou dos belgas, eis  o dicionário perfeito. Carregue no sotaque e na experiência incrível!



Belga Corner

Rua Pedroso Alvarenga, 666, Itaim Bibi

2 comentários:

  1. Eu sou apaixonada pela Bélgica e, sinceramente, não consigo entender porque alguém sairia de lá para abrir um negócio aqui no Brasil... Melhor pra gente, que ganha um pedacinho do país na nossa área! Fiquei com água na boca com as delícias do lugar!

    ResponderExcluir
  2. Achei o máximo o lugar, as comidas e o quadro de giz! Tem empresário que faz as coisas com amor, dá nisso :D Que vontade desse waflee!! Chocolate belga é tudo! xD

    Beijos!

    ResponderExcluir