26 de fev de 2013

Máquinas de livros-surpresa

Aqui em São Paulo é comum vermos máquinas de livros (dessas que parecem máquinas de refrigerante), com um preço bem justo por sinal, nas estações de metrô. Porém essa máquina que vou falar hoje é um pouco diferente, ela está instalada dentro de uma livraria, em Toronto, possui um belo design e você não pode escolher os livros que irá comprar, isso mesmo, por dois dólares canadenses você recebe um livro-surpresa, e detalhe eles nunca se repetem, ou seja, você não vai correr o risco de comprar um livro repetido!


18 de fev de 2013

10 DIYs Apaixonantes

Acordei romântica hoje e por isso o post está recheado de corações, separei alguns DIYs bem bacanas para fazer e quero ver quem me acompanha na empreitada!

Mas lembrem-se, não adianta nada customizar suas roupas e não colocar o amor em prática no seu dia a dia, seja mais cordial com os outros, dê bom dia ao padeiro, ceda seu lugar no transporte público para quem precisa mais, ligue para sua amiga de infância para matar a saudade, mande uma carta pelo correio, etc. E isso não são dicas de auto-ajuda, você simplesmente vai notar que recebe de volta tudo que dá, e mesmo que não recebesse saber que age bem já te faz bem também, simples assim!

1.

15 de fev de 2013

Parrilla do Alemão: As lições de Berlin

 PARTE I : A aposta

Há um ano, estive em Berlin. Minha maior preocupação era "Poutz, não curto comida alemã e me recuso a comer Mc aqui, como viverei?"

Assim que cheguei, as festividades natalinas já tinham se instaurado. Algo muito tradicional nos países europeus são as feiras de Natal. Além de achar uma gracinha, para suportar o frio de quase 1 grau, adentrei uma destas em busca de um vinho quente e... De algo para comer. Eu sabia que este seria um desafio. Até que vi uma barraquinha com pães e salsichas belíssimas. E o cheiro, que cheiro delicioso.Cheguei perto e um rapaz do local me ofereceu a iguaria. Expliquei a ele que, no Brasil, a culinária alemã não me atraía muito, então, tínhamos um problema. Foi então que me veio a aposta: "Este pão com salsicha especial e mostarda dou a você. Se gostar, não pagará este e ganhará outro".

PAUSA!

Queridos, tenho um sangue judeu muito forte em minhas veias e adoro negociações. TOPEI!

CONTINUA!

E me deliciei, comi os dois pães e várias outras coisas da feira. No final de minha estadia, não só amava a gastronomia alemã, como voltei para o Brasil à procura daquele sabor por aqui...

7 de fev de 2013

Free Tour: vale a pena?

Sou uma turista muito independente. Nunca viajo com pacote ou grupos. Gosto de pesquisar e programar toda a viagem.

Porém, acabei cedendo e entrando na moda do Free Tour. Descobri na minha viagem à Berlim e, desde então, tenho feito sempre.