4 de set de 2012

Ana Tijoux e suas músicas de protesto

Ana (ou Anita) Tijoux , é um nome da música chilena que precisamos prestar atenção. Sua música é repleta de letras contestadoras contra o sistema político e os problemas socias do Chile

Ela nasceu em 12 de junho de 1977 na cidade francesa de Lille, seus pais foram exilados do Chile após o golpe militar em 11 de setembro de 1973, sinal de que essa sua luta por justiça vem de berço. Só em em 1983 que Ana conheceu a terra de sua família, quando fez uma visita à seus avós. Em 1993 ela voltou ao Chile para ficar de vez. Hoje ela é tida como uma das maiores expoentes femininas do Hip Hop em Espanhol



Abaixo algumas músicas que provam que a moça não tem medo de colocar a boca no trombone:

"Venenosos tus monologos
Tus discursos incoloros
No ves que nos estamos solos
Millones de polo a polo
Al son de un solo coro
Marcharemos con el tono
Con la convicción que
Basta de robo!"


“Shock” é uma música que fala da ida dos estudantes chilenos para as ruas, para protestar pelo preço das escolas. O Chile é o país com a educação mais cara da América do Sul.

"Liberarse de todo el pudor,
Tomar de las riendas,
No rendirse al opresor.
Caminar erguido, sin temor,

Respirar y sacar la voz."


Na música "Sacar la voz" ela faz uma espécie de apelo para que o povo tenha coragem de lutar por seus ideias pois eles não estão sozinhos nessa luta.


"Nuestro artículo primero es totalmente inamovible,
No queremos migajas queremos sentirnos libres.
Todo cambio tendrá por resultado consecuencia,
En pie de guerra, estamos en resistencia.
Nuestras visiones no merecen objeciones,

Por lo tanto seguiremos con las mismas condiciones."


A música "Sube" deixa explicito que não se deve desistir, de que todos são livres para lutarem pelo que acreditam e não podem se contentar com migalhas. A mensagem que fica é de que é importante lutar por seus ideais.

Para quem quer se informar mais sobre Ana Tijoux, esse é o link para sua página no facebook.


Para ouvir mais é só clicar aqui e para baixar o último álbum dela aqui!

4 comentários:

  1. Temos que "importar" a Anita aqui para o Brasil, né? Ou, pelo menos, o jeito dela unir música com protesto!

    ResponderExcluir
  2. Adoro quando vejo artistas engajados assim! Não a conhecia, o estilo musical não é dos meus preferidos, mas pra quem gosta é imperdível mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Que foda o som dela hein, não conhecia, canta muito bem, tem uma levada bem marcante no rap, e idealismo nas letras, muito bom!

    ResponderExcluir
  4. que incrível o trabalho da ana, adorei! :3

    http://jemappellepriscilla.wordpress.com/

    ResponderExcluir