8 de mar de 2010

500 dias com ela


Assisti recentemente o filme "500 dias com ela" e gostei muito, seguem minhas anotações a respeito!

Apesar de ser um tema bem comum - um garoto apaixonado, uma linda história de amor, desentendimentos que seguem para o fim ou não do casal - o filme consegue apresentá-lo sob um olhar diferente.

Na história, Joseph Gordon-Levitt vive Tom, um criador de cartões comemorativos, com uma vida sem graça.No escritório ele conhece a bela Summer (daí o nome original intraduzível do filme, (500) Dias de Summer ou "Verão"), interpretada pela Zooey Deschanel. Os dois desenvolvem um relação, mas há um problema: ela (diferente dele) não acredita no amor.

Antes do filme começar surge a frase: "O filme a seguir é uma história de ficção. Qualquer semelhança com pessoas vivas ou mortas é mera coincidência. Especialmente você Jenny Beckman. Vaca"


Seguem abaixo alguns trechos que achei bem interessantes (o número entre parênteses é o dia em que o casal está se relacionando):


(154º) "Eu adoro o sorriso dela. Eu adoro o cabelo dela. Os joelhos dela. Adoro a marca de nascença em forma de coração o pescoço dela. Adoro como umedeci os lábios antes de falar. Adoro como ela ri, Adoro o rosto dela quando está dormindo. E como eu ouço essa música toda vez que eu penso nela. Eu adoro o que ela me faz sentir. Como se tudo fosse possível".

(323º) "Odeio o dente torto dela. O corte de cabelo anos 60. Odeio os joelhos pontudos. E odeio a macha no pescoço dela que parece uma barata. Eu odeio o modo como pressiona os lábios antes de falar. Odeio a risada dela. E odeio essa música."

(450º) "Eu sei que você acha que ela era a mulher da sua vida...mas eu acho que não. Eu acho que você só está lembrando das coisas boas. Da próxima vez que olhar para trás, deveria dar uma segunda olhada."

(488º) "Sabe o que é pior? Perceber que que tudo aquilo em que acreditou é pura mentira... O destino, a alma gêmea, o amor verdadeiro, toda essa fábula infantil e idiota. Você tinha razão. Eu deveria ter ouvido."

(500º) "A maioria dos dias é esquecível. Os dias começam e terminam, sem lembranças duradouras no final. A maioria dos dias não causa qualquer impacto no curso da vida... você pode atribuir grande significância cósmica a um simples acontecimento mortal. Coincidência. É sempre o que é. Nada mais que coincidência... que milagres não acontecem. E que essa coisa de destino não existe. Nada tem que acontecer. Ele sabia. Agora ele tinha certeza. Certeza absoluta."
Mas o filme não acaba aí, será que ele desiste do amor? Assista (se já assistiu me conte o que achou) , eu recomendo!

Ah, já ia me esquecendo, a trilha sonora é ótima, segue a lista:

1. A Story of Boy Meets Girl – Mychael Danna and Rob Simonsen
2. Us – Regina Spektor
3. There Is A Light That Never Goes Out – The Smiths
4. Bad Kids – Black Lips
5. Please, Please, Please Let Me Get What I Want – The Smiths
6. There Goes The Fear – Doves
7. You Make My Dreams – Hall & Oates
8. Sweet Disposition – The Temper Trap
9. Quelqu’un M’a Dit – Carla Bruni
10. Mushaboom – Feist
11. Hero – Regina Spektor
12. Bookends – Simon & Garfunkel
13. Vagabond – Wolfmother
14. She’s Got You High – Mumm-Ra
15. Here Comes Your Man – Meaghan Smith
16. Please, Please, Please Let Me Get What I Want – She & Him

4 comentários:

  1. Assisti por que as pessoas falavam tanto dele.... e AMEI!É uma comédia inteligente e sedutora.

    ResponderExcluir
  2. anda bem romantica ultimamente hein... :P

    ResponderExcluir
  3. Eu assisti faz uma semana e adorei tb, concordo que apesar de parecer comum ele consegue ser o contrário.
    Todo mundo na sala me odiou por ter escolhido o filme, muitooo por causa do final. As pessoas adoram finais obvios e eu não.

    Ah! Não acho que seja um filme tão romântico assim se for pensar;.
    Beijos;

    ResponderExcluir
  4. Adorei o filme, mas na minha opinião, td o q aconteceu tem um pouco a ver com destino sim!

    ResponderExcluir