2 de jul de 2017

Férias na Europa Parte 4: Congelando em Versailles

A parte 4 da da minha viagem pela Europa está no ar, agora vocês podem conferir um pouco de como foi nossa visita ao Chateau de Versailles e saber por que você não pode deixar de conhecer os Domínios de Maria Antonieta quando for para lá ;)




Outro ponto bacana que vocês poderão notar na nossa visita é de como o local não estava abarrotado de turistas. Todos os meus amigos que já visitaram o palácio em outra épocas mais quentes do ano comentaram sobre o fao de não conseguirem ver tudo com calma e tranquilidade, algo que não acontece durante o inverno. O ponto negativo de fazer essa visita na estação mais fria do ano é que os jardins não estão em sua melhor fase, mas o que não significa que estejam bonitos.



29 de mai de 2017

#VLOG Férias na Europa: Parte 2 e 3

A continuação dos vlogs da Europa estão disponíveis, na parte 2 vocês vão poder conferir como foi nossa visita ao Museu Dorsay, o mais lindo museu que já visitei na vida <3




E na parte 3 a gente mostra como foi ver a Torre Eiffel de pertinho, subir no Arco do Triunfo e ver Paris do alto, foi lindo!




Em breve volto com a continuação da viagem para vocês, espero que estejam gostando :)


23 de abr de 2017

Paris, amor à primeira vista!

Demorou, mas chegou! O primeiro vlog das férias na Europa está no ar e nele vocês vão ver um pouco da nossa saída do Brasil, nossa visita ao Louvre e ao Pompidou, espero que gostem e em breve tem mais vlog com a continuação da viagem <3

Agora sem mais delongas dê o play e depois me conte o que achou e aproveita e me conta o que você gostaria de ver em vlogs de viagem :)






16 de abr de 2017

O meu tipo de HQ: "Jane, a raposa e eu" 💛

"Jane, a raposa e eu", é uma HK com ilustrações delicadas, mas com um tema não denso: bullying. A história se passa no Canadá e conta o dia a dia de uma Hèlene, uma garota que foi excluída do seu grupo de amigas da escola e que passou a lidar com insultos de diversas maneiras. Durante essa conturbada fase Hèlene arranja refúgio na leitura do livro "Jane Eyre", de Charlotte Brontë, que conta a história de uma menina órfã que passa por muitas injustiças, mas que supera boa parte delas e consegue mudar o rumo da sua vida.

A escola de Hèlene promove um acampamento e só de pensar em passar uma semana longe de casa, e  ainda por cima sem amigos, faz a garotinha tremer, porém é nesse acampamento que duas coisas farão com que ela volte a sorrir.

Livro Jane, a raposa e eu
Foto: @amanda_laboredo

Ao terminar de ler a "Jane, a raposa e eu" fiquei com muita vontade de ler o livro "Jane Eyre", fui pesquisar sobre o livro e soube que ele retrata muito fortemente o preconceito da sociedade britânica do século XIX e uma mulher muito à frente de seu tempo. 

Alguém aqui leu um desses dois livros ou tem indicação de HQs com esse estilo?

Autoras: Fanny Britt (roteiro) e Isabelle Arsenault (arte) – Originalmente publicado em Jane, le renard et moi (tradução de Beatrice Moreira Santos).

Preço médio: R$ 59,90

Número de páginas: 104

Data de lançamento: Junho de 2016



15 de mar de 2017

Passeio de um dia em Belo Horizonte

Continuando os posts sobre a minha roadtrip por Minas Gerais! Chegou a vez de mostrar como dá para fazer muita coisa legal em um só dia em Belo Horizonte! Se eu falasse que fui em 3 museus, almocei uma comidinha típica mineira e ainda dei uma volta pelo mercado central provando muito queijo, cachaça, cerveja artesanal mineira e comprando artesanatos antes do sol se por vocês não acreditariam, ainda bem que tem um vídeo com tudo isso para comprovar :)



O que acharam? Sei que ainda tenho muito a aprender sobre como gravar vlogs e edição de vídeos, mas um dia eu chego lá! Ah e me falem o que vocês acham que poderia melhorar ou coisas que vocês gostariam que tivesse mais nos vídeos <3


4 de fev de 2017

Minha visita a Inhotim

Lembram da minha viagem de carro por Minas Gerais ano passado? Demorei, mas estou aos poucos editando os vídeos, antes tarde do que nunca, não é mesmo? Quero terminar de postar os vídeos de MG antes de postar os da Europa :)

Mas indo direto ao ponto, o post de hoje mostra um pouco de como foi minha visita a Inhotim. Primeiramente, gostaria de dizer que acho que todo mundo deveria ir pelo menos uma vez na vida para Inhotim, lá é incrível e não perde em nada aos museus de fora do país, sem contar o fato de ser no meio de uma natureza exuberante, que vocês podem ver um pouco no vídeo abaixo e nas fotos.

"O Instituto Inhotim abriga um complexo museológico com uma série de pavilhões e galerias com obras de arte e esculturas expostas ao ar livre. Inhotim é a única instituição brasileira que exibe continuamente um acervo de excelência internacional de arte contemporânea. Novos projetos são inaugurados periodicamente, incluindo obras criadas site-specific para o local e recortes monográficos e temáticos do acervo, fazendo do Inhotim um lugar em contínua transformação."





Inhotim

Inhotim

Inhotim

Inhotim

28 de jan de 2017

A moda do patinete em Paris



Foto: microkickboard.com 






















































Paris é uma cidade bem plana e já esperava ver muita gente usando a bicicleta como meio de locomoção por lá, mas o que me surpreendeu foi a quantidade de gente usando o patinete!

Por ser menor, o patinete é usado nas calçadas mesmo, ele é fácil de carregar e muita gente leva ele no metrô. Falando em metrô, para fazer baldeação entre uma estação e outra, muitas vezes é preciso andar bastante pelos corredores subterrâneos e é nesse hora que muitos patinetes entram em ação também.

Achei bem legal ver adultos usando patinetes, pois aqui no Brasil esse é um tipo de coisa que só vemos crianças usando, apesar de ser tão prático essa moda ainda não pegou aqui com os adultos e acho que seria muito útil em São Paulo, vocês não acham?

Acabei não conseguindo tirar fotos das pessoas usando patinete em Paris, mas achei muita coisa na internet. E aí você acham que essa moda pega aqui no Brasil?

25 de jan de 2017

As duas coisas que mais gostei em Versailles

Amanda Laboredo em Versailles

Cortinas que combinam com a roupa de cama, lustres enormes, móveis com arabescos talhados a mão que devem ter levado a vida de alguém para serem feitos, quartos para conversas, quartos para se vestir, quartos para encontros casuais, quartos para as roupas, quartos para estudos, jardins monumentais... Enfim, é tanta coisa para ser ver em Versailles, mas mesmo assim consigo facilmente pontuar as duas coisas que mais gostei de conhecer por lá, mas antes vejam quantas outras bonitezas eu vi por lá ;)

Versailles
Tudo combinandinho

Amanda Laboredo em Versailles
Indo pegar minha carruagem, só que não

Versailles
Sala para jogar baralho, brincadeirinha! (não lembro para o que era essa sala)

17 de jan de 2017

Planners Minimalistas para 2017

Que tal começar o ano de forma organizada (e bonita de quebra)? Eu sou a louca dos planners e todo começo de ano acabo pesquisando várias opções (uso muito isso no trabalho e na vida, recomendo) e como sou muito legal vou compartilhar os planners minimalistas (meus preferidos) mais lindos que encontrei para download free nessa nossa internet linda de meu deus :)

1. Foreign Rooftops


10 de jan de 2017

5 Dicas práticas para visitar o Louvre

Todo mundo me falava que o Museu do Louvre era grande, mas só fui entender a dimensão do tamanho quando cheguei lá. Ele não é grande, ele é enorme, muito enorme mesmo! Parece um labirinto aquele lugar e tem obra de arte por todos os lados, um maravilha e perdição para os amantes das artes.

Com tanta coisa bonita para se ver, perder o foco é fácil e como não tinha muito tempo isso pode não ser tãooo legal assim, pois esquecer do tempo ali é fácil. Espero poder voltar um dia com mais calma, mas creio que as 5 horas que passei por lá foram bem aproveitadas e consegui ver tudo o que eu queria. Portanto aqui vão algumas dicas de uma principiante.


De boas tomando uma café na frente do Louvre #momentofotodeturista

Primeiro ponto: se você gosta muito de museu e tem vários dias em Paris, reserve no mínimo 1 dia inteiro para andar por lá.


Segundo ponto: se você, como eu, não tem tantos dias em Paris e quer ver ainda muitas outras coisas, saiba que em meio dia você consegue ver as principais obras, basta se organizar.

Agora vamos as 5 dicas:

1. Chegue cedo, quanto mais cedo chegar, mais vazio (na medida do possível) o Louvre vai estar.

2. A chapelaria de lá (e em todos os museus que fui) é de graça, então assim que entrar guarde suas coisas e fique com apenas o essencial em mãos.

3. Lá tem áudio guia em várias línguas, custa cinco euros e vale a pena para entender mais sobre as obras que você tiver curiosidade.

6 de jan de 2017

Góticas suaves num país tropical

Manter o estilo gótica suave no frio é fácil, agora no verão aqui do Brasil a coisa complica, mas não se desespere e nem rasgue as brusinha preta, miga! Têm muitas minas mostrando que é possível manter o estilo mesmo com o termômetro acima dos 30°, vem comigo se inspirar nessas gata tudo.
















1. Marina Peixoto



3 de jan de 2017

Diário de Viagem - Europa

Antes de falar sobre detalhes dos lugares que visitei na Europa confiram o meu diário de viagem, postei uma parte no facebook e agora aqui está ele, completinho, para quem pediu e para quem não pediu também :b

Dia 1: 03/12

diário de viagem - europaMalas prontas. Plantas regadas. Uber. Check in. Malas despachadas. Embarque. Tchau Brasil. Jantar. Vinho. Filmes. Séries. Dorme. Acorda. Dorme. Acorda. Dia 2: 04/12 Café da manhã. Conexão em Lisboa. Almoço. Vinho. Dorme. Acorda. E depois de horas e horas de voo desde o Brasil chegamos em Paris, mal posso acreditar que estou pisando no país (mesmo que seja só do aeroporto por enquanto) que sonho em conhecer desde criancinha <3 Já é noite por aqui e nem vamos passear hoje, só queremos chegar no apartamento, deixar as malas, comer, descansar e ler mapas.

Nossa primeira experiência com a língua francesa foi num mercadinho na rua em que ficamos hospedados, os donos são indianos e a mímica nos salvou, pois eles não falavam inglês. Conseguimos comprar o que queríamos vinho e suco. Ao lado do mercado havia um lugar que vendia comida para levar, compramos frango e batatas. Levamos tudo para o apartamento, ligamos o aquecedor no máximo e jantamos ao som de músicas francesas para entrar no clima. Paris mon amour, nos aguarde!

Dia 3: 05/12

diário de viagem - europa
Pausa para absorver a ideia de que estou mesmo no Louvre
Hoje fomos ao Louvre e Pompidou. Vimos mais pau de selfie do que obra de arte, brinks mas que tinha bastante tinha. O nosso primeiro café é do starbucks e é bem ruim, mas ter ido até lá nos rendeu ver um pug com casaco e touca peludinha <3 Comemos coelho no almoço, sei que ele é fofo, mas parece frango e com batatas assadas fica melhor ainda.
A Clara comprou 2 chaveiros da torre eiffel, um lápis do Magritte (aqui se inicia a primeira coleção dela), uma borracha em forma de aquarela e uma caneta com um labirinto. Eu comprei um livro da Frida Kahlo que estava em promoção. Comemos crepe de Nutella. Pegamos uns 3 trens errados na volta. Eu e Enzo estamos bebendo apenas vinho há 3 dias (da hora a vida). Croissant e queijo a gente come sem parar porque é barato e gostoso. As lojinhas com coisas de decoração são lindas, mas quando a gente converte o euro para real dá vontade de chorar. Amanhã tem mais, vamos ver no que vai dar.

Dia 4: 06/12

diário de viagem - europa
Vista da Torre perto da estação Trocadéro do metrô
Hoje visitamos o Museu D'orsay que por si só já é uma obra de arte, confesso que quase chorei quando vi as obras do Van Gogh, a Clara amou as maquetes do Palays Royal e Enzo que visitava o museu pela segunda vez nos mostrou que manja das mitologia grega tudo e nos deu uma boa aula!
Vimos a Torre Eiffel de vários ângulos e horários diferentes, eita coisa bonita de se ver <3
Aprendemos que churros é chichi em francês e já garantimos uma generosa porção acompanhada de nutella. Eu e Clara andamos de carrossel, mas não era qualquer um não, este ficava entre e a Torre e o Rio Sena, era até difícil escolher pra onde olhar #duvidacruel <3
Eu e o Enzo estamos degustando vinhos ótimos e que custam até $5 #dahoravida.
Subimos quinhentos mil degraus do Arco do Triunfo, confesso que tive que parar no meio do caminho pra pegar fôlego, mas quando vi a vista o cansaço já foi embora.
Clara decidiu que começou sua primeira coleção: lápis de pontos turísticos ao redor do mundo (fiquei feliz por ela não ter escolhido fazer uma coleção de ecobags, porque eita coisa cara aqui nesses museus).
Comemos croissant, tomamos café ruim e nos perdemos de novo, pra não perder a tradição. Corremos atrás do trem, que é pequeno e não vai até o fim da plataforma, vai entender!
Fomos na Champs Elysees para confirmar que tudo e caro mesmo, mas as luzinhas e os mercados de Natal são uma belezura. Por hoje é só, agora é hora de descansar os pés para a maratona de amanhã.

Dia 5: 07/12

diário de viagem - europa
Esse laguinho atrás de mim está congelado <3
Vimos um lago congelado pela primeira vez! Ficamos feito bestas jogando pedrinhas nele. Enzo comeu 3 croissants, batendo assim seu recorde pessoal.
O metrô aqui está de graça pra todo mundo desde ontem, para tentar diminuir a poluição. Estamos usando e abusando!
Misturo francês, espanhol, português, mimica e inglês na mesma frase, mas tem dado certo.
Fomos ao Chateu de Versailles, valeu pela dica dos Domínios de Antonieta, Karen! Quando perguntei para o Enzo e a Clara o que eles mais gostaram de Versailles, a resposta foi unânime e todo mundo amou lá :) Parecia mesmo conto de fadas e o laguinho congelado que falei no início do post era lá <3
Comprei uma camiseta com vários hamburguers, o Enzo uma com gatos usando chapeu de papai noel (não me pergunte o por quê) e a Clara mais dois lápis para sua coleção, lacinhos para o cabelo e umas "brusinha" como diria minha amiga Laís ;)


PS: não nos perdemos hoje, uhuu! Primeiro dia sem comer nutella, mas compensamos com uma barra de Milka.

Dia 6: 08/12



diário de viagem - europa
A única foto boa é essa, pois lá dentro estava muito cheio
Hoje foi dia de conhecer o corcunda de Notre Dame e a Esmeralda, brinks! Mas não consigo olhar para a igreja de Notre Dame sem lembrar do desenho da Disney :b Clara me perguntou se precisava rezar, eu disse que se ela quisesse poderia, mas que rezar nada mais é do que agradecer e isso ela pode fazer todos os dias, não importa o lugar que esteja. A visita segue e para mim os pontos fortes são: uma exposição contando um pouco sobre as etapas da construção da igreja ao longo dos anos e uma maquete de uma vilinha da época medieval muito fofa, com bonequinhos que se mexem.

Nosso almoço teve bife com fritas, vinho, suco, bolinho de chocolate com creme e torta de maçã.
Para dar uma pausa no nosso roteiro cultural, reservamos o restante do dia para comprinhas na Rue de Rivoli, as aquisições foram de vinil do Led Zepellin à galocha e xilofone.
Encerramos o passeio com crepe de nutella, pois não somos de ferro e ver nutella por todos os lados não tá sendo fácil. Para o jantar compramos frios, vinho e pães no mercado, e comemos no apê.

27 de dez de 2016

5 dicas de etiqueta em Paris

Dicas de etiqueta em Paris

Educação, cordialidade e gentileza são imprescindíveis em qualquer lugar do mundo, mas em Paris isso ficou bem mais nítido, confira 5 dicas para não pagar mico na sua viagem por lá ;)

1. Ao chegar em um restaurante ou bar, não vá sentando em qualquer mesa vaga como muitas vezes costumamos fazer no Brasil. Em Paris é preciso aguardar o garçom te atender e te levar até sua mesa.


2. Paris tem turistas para todos os lados e quem vive lá precisa lidar com gente perguntando e pedindo informações o tempo todo, portanto não custa nada usar umas palavrinhas mágicas antes de sair perguntando o que deseja. Ao menos comigo isso funcionou muito bem e os parisienses sempre foram solícitos e educados quando precisei.


Bonjour, excusez-moi. Une question, s’il vous plaît?

3. Agradecer, agradecer e agradecer. Os franceses agradecem o tempo todo, não é a toa que é comum "merci" ser uma das primeiras palavras que a maioria das crianças aprendem a falar. Fofo né <3

Merci

4. É costume cumprimentar os funcionários de lojas, supermercados e todo tipo de estabelecimento na entrada com "boujour" (durante o dia), "bonsoir" (à noite), e na saída dizer "merci" para agradecer. Essa moda podia pegar no mundo todo né? Que educadinhos!

20 de nov de 2016

Taberna d'Omar: Cozinha Artesanal - São João Del Rei - MG

Taberna d'Omar, São João Del Rei, MG

Se você for à São João Del Rei, em Minas Gerais não pode deixar de conhecer a Taberna d'Omar! No nosso passeio pela cidade ela quase passou desapercebida, mas ainda bem que sou curiosa e ando devagar pelas ruas!

Na Taberna d'Omar eu tomei um chocolate quente cremoso com pimenta que é uma delícia, e como chocolate nunca é demais eu não pude recusar o cookie com gotas de chocolate que tinha acabado de sair do forno quando estava por lá. Falando em coisas quentinhas saindo do forno, pelo pouco tempo que fiquei lá pude notar que isso é bem comum do local, já que foram fornadas e mais fornadas saindo a todo instante (e acabando rápido também).


Taberna d'Omar, São João Del Rei, MG

11 de set de 2016

Pausa para um chá - Duetto's Café e Bistrô

Aqui vai mais uma dica para quem quer fazer um programinha diferente no Rio de Janeiro. O 
Duetto's Café e Bistrô, fica em Petrópolis, mas precisamente no jardim do Museu Imperial, ou seja, dois lugares legais para visitar numa tacada só. Não sei vocês, mas eu amo a combinação de passeio no museu + pausa para um chá ou café no mesmo local <3

O local é uma graça e emana tranquilidade, do jeitinho que eu gosto.

A pedida do dia foi croque monsieur, chá gelado (ideal para enfrentar o calorão o Rio) e para finalizar uma deliciosa fatia de bolo de chocolate (amarguinho do jeito que eu gosto).

O Museu Imperial fica na Rua da Imperatriz, nº 220, Centro – Petrópolis, cidade serrana do Rio de Janeiro, localizada a 70km da capital do estado.




16 de ago de 2016

África do Sul: Robben Island - Meu encontro com Mandela

Pensei sobre o que e como escrever para vocês a respeito da minha visita à Robben Island. Tão difícil colocar em palavras quando a gente consegue finalmente entender o que é liberdade. Por isso, depois destas infos básicas, vou transcrever para vocês este capítulo do meu diário de viagem. Sim, vou compartilhar com todo amor o que foi esta visita e como ela me transformou.

Mas gostaria muito que vocês lessem este post ouvindo esta música, trilha do filme Invictus.

Este destino era a cereja do bolo da minha viagem. Por este motivo, fiz a reserva do meu ticket de embarque daqui do Brasil. Por R240, comprei meu ingresso. Maaaaas, se vocês preferirem, podem comprar seu bilhete no Museu Mandela, em Cape Town, dentro do Victoria Waterfront. Mas fique atento, pois se o tempo não estiver favorável, o passeio será cancelado.

Chegamos à Robben em  40 minutos de Cape Town e por barco. Conforme nos afastamos de Cape, temos uma imagem linda da cidade, do estádio de futebol, da Waterfront.

Depois das fotos, meu diário para vocês.




1 de ago de 2016

África do Sul: 4 rotas começando por CapeTown

Quando penso no que representou minha viagem à África do Sul a palavra que vêm à minha mente  é Gênesis. Digo isto inspirada pela essência desta jornada de apenas oito dias que definitivamente mudou minha vida. É em Gênesis que o mundo começa e ganha forma, foi num livro com este nome que Sebastião Salgado explorou os lugares de nascimento do mundo, quase que intocados pelo homem. No sul da África, eu encontrei o nascer do sol mais bonito, animais livres, histórias de liberdade e um acolhimento sem tamanho. Por vezes, a África me deixa sem palavras para falar dela, para falar o que causou em mim, para falar de nós.
Comigo, você viajarão por  três cidades da África do sul em quatro posts distintos. Bora?

Cidade do Cabo

Sim,  é aqui o famoso cabo da Boa Esperança! Mas, como este roteiro é óbvio, vou contar pra vocês outros lugares pelos  quais  passei, amei e ainda agora estou entorpecida.

1 – A Cidade da Natureza

CapeTown  é uma cidade que agrada todos os gostos, isto porque ela simplesmente não para e tem atrações voltadas para todas as idades. Muitos são os roteiros que podemos encontrar por lá e, obviamente, com o repertório natural que possui, a natureza é uma excelente pedida.

       A)     O Topo da Table Mountain

A famosa montanha da mesa rodeia a cidade, assim como a cabeça do leão, e pode ser vista de qualquer ponto de Cape Town. Todos os guias de viagem e todas as pessoas com as quais falei sempre me rezavam o seguinte rosário “Não deixe de subir na Table!” . E se tem um conselho que darei a vocês pela vida toda, além de usarem filtro solar, é fazer este passeio.
Não consigo descrever a boniteza que é olhar a cidade do Cabo deste ângulo, nas montanhas, sentindo uma paz sem medida. Vocês podem escolher chegar ao topo por uma caminhada esperta ou através do teleférico que custa R 240, aproximadamente R$60. Definitivamente,  um passeio imperdível.



26 de jul de 2016

Road Trip por Minas Gerais: Serra da Canastra Parte II

O segundo vlog da viagem está no ar, nesse vídeo nós mostramos um pouco mais do que fizemos na Serra da Canastra. Tem fazenda de café (e sonho realizado), tem visita a 3 produtores de  queijo canastra e tem ponte que balança mas não cai.

Espero que estejam gostando dos vídeos, se inscrevam no canal, curtam o vídeo e coloquem na opção 1080 Hd para a Amanda aqui ficar feliz <3





Locais que aparecem no vídeo:

Pousada Estância Macaúbas
Tel: (37) 9871-8362
Site: http://estanciamacaubas.com.br/

20 de jul de 2016

7 jeitos legais de cultivar plantas dentro de casa

Agora que moro perto do trabalho, consigo curtir muito mais a minha casa do que antes e isso me faz querer deixá-la cada vez mais agradável e aconchegante. Uma forma simples e barata de conseguir isso é espalhando plantinhas pela casa, parece bobeira, mas nossas amiguinhas verdes dão vida aos ambientes que nenhum poster ou móvel consegue dar. 

Por me sentir tão bem cultivando essas plantas (tenho vasinhos até no banheiro) e por receber tantos elogios dos amigos que nos visitam, decidi compartilhar com vocês 7 fotos que vão fazer você querer sair agora para comprar plantas por aí :)

Dica: antes de comprar verifique se as plantas gostam de meia luz, geralmente são as plantas desse tipo que se dão melhor dentro de casa.


planta ideais para casa

planta ideais para casa


14 de jul de 2016

Road Trip por Minas Gerais: Serra da Canastra Parte I

Primeiro vlog no ar \o/

PS inicial: Ainda sou inexperiente e nem tenho os melhores equipamentos, mas um dia que chego lá, espero que gostem <3

9 dias. 5 destinos. 5 queijos canastras. 2 garrafas de cachaça. 3 garrafas de licor. 2 goiabadas. 4 vinhos. 1 espumante. 12 imãs de geladeira. 9 cervejas artesanais. Muito pão de queijo, doce de leite e história para contar!

Esses foram alguns dados (muito relevantes #sqn) sobre a viagem que fiz no começo de julho com meu namorado. Clica aí e confere como foi o primeiro dia da nossa roadtrip por Minas Gerais!